Ex-executivo de futebol do Remo segue com contrato assinado e com incertezas

Ex-executivo de futebol do Remo segue com contrato assinado e com incertezas

15/11/2018 0 Por Redação

Ari Barros disse que ainda aguarda reunião com a diretoria do Leão para saber sobre futuro

Ari Barros ainda não sabe como ficará a situação dele no Clube do Remo. Até o momento, a nova diretoria do Leão ainda não reuniu com o ex-executivo de futebol para definir os próximos passos do profissional no clube, mesmo após o anúncio de Luciano Mancha no cargo que era de Ari. Chegou a ser marcado um encontro sobre o tema para a última terça-feira (13), mas não foi realizada. A expectativa é de que a conversa ocorra nesta sexta-feira (16).

“A gente precisa conversar. Ninguém me falou nada. Eu cheguei de viagem de Portugal e fui para reunião da ABEX, que é Associação Brasileira dos Executivos de Futebol, na qual sou associado. Ao chegar na terça-feira eu vi que teve apresentação do executivo. Não tem nenhum problema, pelo fato de que eu não vou mais ser executivo. Os caras já contrataram outro. Isso eu sei. Só que eu preciso ter uma reunião para me notificarem oficialmente que eu não faço mais parte do clube. Ainda tenho vínculo. Estou aguardando”, declarou Ari Barros, em entrevista ao Liberal.com.

O ex-executivo do Remo ainda disse que conhece Luciano Mancha e que até almoçou com ele, mas, que se tiver de sair, irá satisfeito por acreditar ter feito um bom trabalho no Remo. “Sei diferenciar as coisas. Se tu não continuares no teu trabalho, tu vais ficar feliz? Não. Mas tem que entender e ter profissionalismo de que o teu diretor não te quis, diretor tem outra preferência e isso faz parte do futebol. Por mais que eu acredite que estava fazendo um bom trabalho. Depende da nova direção, que tem uma outra metodologia. Eu sou um cara tranquilo e que acredita que Deus tem o melhor para nossa vida. É a lei da semeadura. Se você planta coisas boas, vai colher coisas boas. Eu sei que plantei coisas boas aqui, eu sei que vou colher coisas boas também. Sou grato a todo mundo, porque na hora que a gente tomou as decisões, as escolhas foram certas. Escapamos de uma situação que ninguém acreditava mais, nem mesmo os números”, afirmou Ari Barros.

Sobre o fato do executivo do Remo, Luciano Mancha, ter praticamento condenado o Laboratório do Remo, iniciativa bancada por Ari e Netão, Ari Barros disse que cada profissional tem sua forma de trabalhar. “Vocês da crônica esportiva amaram a ideia, a diretoria amou, todo mundo abraçou a causa. Foi algo inédito e sei que tem frutos bons ali. Mas se ele acha que não é bacana e não gosta, temos que respeitar. Eu conversei com a diretoria de futebol e estou no aguardo dele para qualquer hora a gente conversar”, explicou.

O Liberal